O Centro de Acolhimento João Paulo II

O Centro de Acolhimento João Paulo II – CBR (CAJPII-CBR) é uma associação de fiéis, católica, sem fins lucrativos e que resulta da congregação das Conferências Vicentinas existentes na Paróquia de São José, constituindo-se com respeito pelos valores do Humanismo Cristão e Princípios Fundamentais dos Direitos Humanos. Tem personalidade jurídica, canónica e civil.

É uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) desde o ano de 2010.

É reconhecida na cidade de Coimbra, nomeadamente na freguesia de Santo António dos Olivais, como uma entidade promotora do bem-estar e desenvolvimento social.

O Centro acompanha famílias e indivíduos carenciados nacionais e estrangeiros em toda a problemática social e económica, articulando-se com todas as instituições congéneres e não só, de modo a que de uma forma conjunta se possa angariar parcerias mais fortes, tornando assim a resposta de intervenção mais abrangente e complementar na luta contra a pobreza e exclusão social. No âmbito da ação social, apoia maioritariamente utentes da freguesia de Santo António dos Olivais, que é a maior freguesia urbana da cidade de Coimbra e uma das mais populosas (densidade populacional de 2020,6 hab/km²).

O Centro atualmente apoia 250 famílias, destas 50 famílias representam um acréscimo devido à situação pandémica causada pela pandemia COVID 19.

Esta Instituição tem assento no Conselho Local de Ação Social (CLAS) e na Comissão Social da Freguesia de Santo António dos Olivais e União de Freguesias de São Bartolomeu Almedina e Sé Nova. Atualmente temos parcerias formais com várias entidades da cidade com quem trabalhamos, de referir a Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais, Instituto de Emprego e Formação Profissional de Coimbra, Cáritas Diocesana de Coimbra, Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Instituto Universitário Justiça e Paz, Associação de Defesa e Apoio à Vida, serviços escolares e de saúde entre outros.

No âmbito do apoio ás famílias e pessoas carenciadas, para além de todo o suporte técnico especializado, de referir que atualmente temos uma estrutura organizada que permite dar resposta social à família/pessoa carenciada em várias áreas: apoio psicossocial, apoio na procura e inserção no mercado de trabalho (GIP), apoio a nível da orientação das famílias Migrantes (CLAIM), temos também uma modalidade de apoio direto em ação social nas várias áreas: apoio alimentar (com candidatura aprovada no âmbito do PO APMC, parceria Banco Alimentar de Coimbra e produtos adquiridos pelo Centro), apoio pecuniário (pagamento de renda de casa, medicação, despesas básicas, principalmente pagamento de água, luz, gás, telefone, auxílio na documentação, propinas, apoio óculos e próteses dentárias) e apoio com banco de bens (vestuário, calçado, móveis, eletrodomésticos, material escolar).